SAMHAIN - 01 de MAIO

SAMHAIN - 01 de MAIO
TODO FIM é UM RECOMEÇO

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

ELEMENTAIS DA ÁGUA - ONDINAS


ONDINAS
Assim como os Gnomos tem suas funções limitadas junto aos Elementos da Terra, os ELEMENTAIS da ÁGUA - as Ondinas - atuam na Essência Invisível e ESPIRITUAL , O Éter Úmido. A beleza é uma característica comum aos ELEMENTAIS da Água. São sempre cheios de graça, simetria, onde quer que sejam encontradas, representadas na arte, em esculturas.
O Elemento Água sempre foi identificado como sendo um símbolo feminino,porém é muito natural que os ELEMENTAIS da ÁGUA sejam simbolizados como fêmeas, porem existem ondinas machos. As Ondinas, estão sub-divididas em vários grupos, algumas habitam as cataratas, Mares, onde podem ser vistas entre os vapores, outras habitam os Pântanos, Brejos e Charcos, outras ainda habitam em Lagos de Montanhas.

De um modo geral, quase na totalidade, as Ondinas são muito parecidas com seres humanos, tanto na sua forma, como tamanho. As que habitam os Rios e Fontes, tem proporções menores. Normalmente vivem em Cavernas de Corais, nos Juncais, às margens dos Rios ou das Praias.Elas são antes de tudo, seres emocionais, amigáveis com os humanos. Muitas vezes, são representadas cavalgado Golfinhos e em outros grandes Peixes, essas Sereias tem um AMOR muito grande pelas flores e plantas, às quais servem de maneira tão devotada e inteligente quanto os Gnomos. Antigos poetas diziam que o canto das Ondinas "O Canto das Sereias" eram ouvidos no vento Oeste, e que suas vidas, eram consagradas à beleza da TERRA Material. As ondinas colaboram para a manutenção de nossos corpos astrais. Despertam e estimulam a natureza emotiva. Realçam nossas intuições psíquicas e respostas emocionais. As energias da criação e do nascimento, assim como a premonição e imaginação criativa, pertencem a seu domínio. Também nos ajudam a absorver, digerir e assimilar as experiências da vida para que façamos pleno uso delas. Além disso, é graças a elas que sentimos o profundo êxtase presente nos atos vitais criativos, seja de natureza sexual, artística ou até no cumprimento dos deveres com o toque emocional adequado.
A conexão insatisfatória com nossa ondina pessoal e demais seres do reino das águas gera distúrbios psicológicos, emocionais e até psíquicos. A compaixão faz-se ausente. Deixamos de confiar em nossa intuição e desenvolvemos um medo desenfreado da dor. Pode não acarretar a total perda da sensibilidade, mas nos fará parecer frios aos olhos alheios. A falta de simpatia, de empatia e de amor à vida invariavelmente refletem falta de entrosamento com as ondinas e demais espíritos desse elemento, os quais dirigem nossa atividade emocional.
A ruptura com esse equilíbrio harmônico aumenta a presença de toxinas no organismo, pois o elemento água já não flui livremente para desempenhar sua função purificadora. Por outro lado, uma ligação exagerada com tais elementais pode nos afogar emocionalmente, tornando-nos contraditórios nos sentimentos. A retenção de água no organismo é um bom indício físico de que isto está acontecendo. Quando tal ocorre, passamos a maior parte do tempo concentrados em nossos pensamentos. A imaginação torna-se pronunciadíssima e evidencia-se nas ações uma tendência ao extremismo. O excesso do elemento água nos torna compulsivamente passionais, além de gerar exagerada sensualidade, medo e isolamento. Passamos a dedicar grande parte do tempo a anseios e delírios emocionais, em detrimento de ações concretas. Disso resulta uma acentuada sensação de vulnerabilidade.

A MAGIA DA ÁGUA
A água é essencial para a germinação das sementes, por isso, elas são tradicionalmente utilizadas como símbolo do poder mágico deste elemento que está ligado às emoções e às questões afetivas em geral. Este generoso elemento empresta seus dotes de ternura aos demais, amenizando o fervor necessário a um pedido destinado ao FOGO, ou abrandando a rigidez e sistemática de um ritual voltado à TERRA e até mesmo incluindo prazer e fluidez a um ritual voltado ao intelectual elemento AR. Como todos sabemos água é um exímio condutor de enrgia, mas isso não resume-se somente a energia física, tátil, mas também a energia espiritual contidas em tudo que existe no universo, por isso é muito comum a presença de um recipiente com água em atos mágicos, pois este cria uma "ponte" entre o ser que executa, o universo e o objeto reivindicado durante o ritual.

CORRESPONDÊNCIAS DO ELEMENTO ÁGUA
PONTO CARDEAL: Oeste;
ELEMENTO: Água;
ELEMENTAIS: Ondinas, Sereias;
CORES: Azul ou Prata;
PERÍODO: Crepúsculo;
INCENSOS: Mirra e Rosas;
CHACKRA: Cardíaco;
USO RITUAL: Conquistar e manter boas amizades, Cura, Fertilidade, Amor, Casamento, Família, Bons Sonhos, Abrir e aumentar o canal da intuição e Purificação das emoções.

..."Lembre-se, todo ser vivente tem sua natureza, sua índole e merece respeito! NUNCA ESCRAVIZE UM ELEMENTAL! Sempre que resolver invocá-lo, seja pelo motivo que for, faça-o com respeito de preferêcia com propósitos que levem ao crescimento mútuo...NÃO FAÇA OU DESEJE AO OUTRO O QUE NÃO QUER PARA SI MESMO"...

Nenhum comentário: